terça-feira, 30 de outubro de 2012

um caderno, um livro





Proponho um jogo de leitura de palavras, para crianças que estão já num nível de leitura fonémica.

O material é simples de fazer, basta um caderno - novo ou velho - recortado como na imagem e onde em cada pedaço é escrita uma letra ou dígrafo. No caderno de baixo, os miúdos podem ler palavras compostas por 3 letras, mas se dividirmos cada folha em mais pedaços aumentam o comprimento da palavra.

Escrevam a letra bem grande e de preferência a vermelho para focalizar bem a atenção e permitir uma maior discriminação da letra.

O modo de apresentação e a motivação para o jogo deixo à vossa imaginação e sensibilidade.


Boas palavras

LOTO DE SÍLABAS



Jogo: loto de Sílabas



O jogo tem uma prancha com imagens e outra com sílabas.
Juntar num saco/caixa todas as sílabas.
Mostrár uma imagem ou uma silaba (numa segunda etapa, cada criança poderá ler a sílaba).
A criança deve fazer a correspondência à imagem ou à sílaba da sua prancha, colocando a sílaba por cima da imagem ou, no caso de estar a jogar com a prancha sílaba, colocando a imagem por cima da sílaba.





TERMÓMETRO DE EMOÇÕES

TREINO OCULAR

Para ler, os olhos têm que fazer um varrimento adequado. Muitas crianças necessitam de um. O vídeo que apresento, é uma proposta para esse treino.

video







 

domingo, 28 de outubro de 2012

OLÁ AMIGOS. EU SOU A (D)ÉFINHAS!

 
Descubram actividades, textos, imagens, vídeos e muito mais…

leitura


A leitura é talvez a actividade humana com maior foro de cidadania.

No mundo há muita gente que não sabe ler e nas escolas muitas crianças têm dificuldades na sua aprendizagem.

Para estas crianças, é preciso descobrir maneiras para acederem ao material escrito. São necessários mais materiais, mais sistematização, mais planeamento progressivo e em nível crescente de dificuldade. A acção do professor ou do reeducador tem que ser sempre pautado pelo perfil cognitivo, emotivo e motivacional do aluno, apostando sempre na zona de desenvolvimento próximal de que nos falava Vygotsky (1896-1934)

Como nasce uma bloger


Estreio-me hoje neste mundo dos blogs.
Vai demorar um pouco até tudo estar como eu gosto mas, desafios, são qualquer coisa que sempre gostei.

Sou uma pessoa que se move na área da educação, fruto das minhas escolhas pessoais que me trouxeram até aqui e fizeram com que nunca deixasse os muros da escola.
Na barriga da minha mãe, andava na escola.
Gatinhei numa escola.
Sempre vivi numa escola. Bastava atravessar um longo corredor para entrar na sala de aulas da mãe ou do pai.

Hoje estou na escola. Umas vezes “do lado de cá da mesa de professor" outras vezes “na mesa do aluno”.
Emprestei as minhas ideias para formar uma associação sem fins lucrativos, a UPA! - Unidade Psicopedagógica de Azambuja - onde fazíamos apoio de alunos com deficiência, com problemas de aprendizagem ou de comportamento. Procurei ajudar pais, professores e essencialmente crianças e jovens, cujas possibilidades económicas não chegavam para qualquer tipo de atendimento. Hoje a UPA! está a morrer. Está assim desde que, vestindo a pele de educadora de infância, fui cumprir um sonho antigo: ensinar em Timor-Leste.
Quer como docente de educação especial, quer como psicóloga, sempre sinto necessidade de produzir, produzir materiais. Uns recorrendo à minha imaginação/saberes técnicos e científicos outros recorrendo a diversos materiais.

Hoje, a net é uma grande biblioteca de materiais didácticos e pedagógicos de todas qualidades.
Porém, os sites portugueses que tenho encontrado, poucos materiais disponibilizam. Por isso recorro muito a sites brasileiros ou em língua castelhana e inglesa.
Tenho-os partilhado no facebook. Inicialmente no meu perfil, depois na página da UPA! Aventurei-me no pinterest, em Setembro, onde tenho já muito material e, há pouco tempo, em Outubro, na página (d)ef?Contudo, o face e o pinterest têm muitas limitações por exemplo, obriga-me a transformar tudo em imagens.

E foi assim que hoje, decidi de vez, deixar a preguiça e iniciar o blog que tem o mesmo nome – (d)def?
Há já algum tempo que me têm aliciado para fazer um blog mas, sinceramente, sempre achei que não tenho conhecimentos científicos, tempo e destrezas digitais que mo permitissem.

Para mim um blog é coisa séria e perguntava-me que vou eu dar de novo?
Sendo uma leiga no que diz respeito à educação, aí está: vou proporcionar materiais aos colegas – educadoras, professores do ensono regular e do especial, pais e alunos.

Por isso, hoje até está sol; a casa está arrumada, as sessões preparadas. Vamos lá, ou como costumo dizer: bora lá!!!
Ah, convém informar que sou disléxica e hiperactiva, com deficit de atenção!!! – entre outros e muitos defeitos, sendo estes os menores. Mas estes pequenos pormenores não foram obstáculos para estar aqui. Por isso e por todas as crianças e pais que sofrem com estas ou outras características:

FORÇA!

ESTAMOS CÁ E O MAIS IMPORTANTE É SER FELIZZZZ!      Girl with Green Shirt Running